pontopm
Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors

13º Aniversário de Instalação da Mesa-Mariano.

O Décimo Terceiro Aniversário de Instalação
da Academia Epistêmica de Mesa
Capitão-Professor João Batista Mariano.

 João Bosco de Castro.

Em 10 de março de 2023, às 9h30min, no Auditório da Fundação Guimarães Rosa ─ FGR (Rua das Chácaras, nº 210, Bairro Mantiqueira/Venda Nova, Belo Horizonte-MG), realizou-se a Cerimônia Solene Comemorativa dos Treze Anos de Instalação da MesaMariano, sob a Presidência do Acadêmico Epistêmico-Fundador João Bosco de Castro.

A Sessão desenvolveu-se, ritualisticamente, em clima de fraterno e alegre convívio do Quadro Academial.

À celebração do aniversário do Areópago Mesa-Marianiano (treze anos completados em 25 de fevereiro deste ano) somaram-se dois Atos Relevantes: Conferição do Prêmio Cel.Alvim a três Policiólogos da PMMG e Homenagem a duas Historiógrafas da PMMG.

Cumprido o preâmbulo de boas-vindas e a descrição deontológica da Casa de Saberes e Sabedoria, todos os Presentes ao Ato Epistêmico, de pé e em atitude respeitosa, cantaram o Hino Nacional Brasileiro ─ Símbolo Poético e Patriótico nosso, com letra metafórica do Filólogo e Professor de Literatura Joaquim Osório Duque-Estrada e música do Mestre-Capela Francisco Manoel da Silva.

Ainda de pé e em posição academial, os Coparticipantes da Reunião ouviram a Invocação Acadêmica, proferida pelo respectivo Autor, Acadêmico João Bosco de Castro, Presidente da MesaMariano, cuja íntegra se transcreve abaixo:

Excelsa Luz dos Saberes e Sabedoria:

Nutre de poderes empreendedoristas os propósitos culturais,humanizantes, socioeducativos e deontológicos desta Academia Epistêmica de Mesa Capitão-Professor João Batista Mariano, para Ela ─ vinculada à Fundação Guimarães Rosa ─ dedicar-se à discussão espontânea e ao estudo metodológico do Conhecimento, em favor do domínio teórico e prático da Religião, Filosofia, Ciência, Técnica, Arte ─ entendida esta como a harmonia entre a Natureza e a Cultura ─ e outras quaisquer formas ou espécies de Erudição ─, do Uso das Mãos ao Cultivo da Inteligência, do Mito à Cibernética e da Tecnologia à Efervescência dos Signos, Códigos e Linguagens ─ especialmente dos lusófonos e prioritariamente dos luso-tupi-afro-brasileiros, tidos como prodigioso complexo dos modos e meios para elaboração, transmissão e compreensão de textos orais e escritos conformes com os cânones gramaticais, fraseológicos, estilísticos, estéticos e persuasivos do Padrão Erudito da Língua Portuguesa ─, com vistas no fortalecimento do preceituário eticomoral, desenvolvimentista, cidadanizante e comunitarista indispensável ao vigor dos direitos humanos e do respeito à dignidade da Pessoa, e à Felicidade Universal!

O Expediente Epistêmico ─ apresentado pelo citado Presidente ─ começou com bela Homenagem à Mulher, no ensejo do 8 de Março, a ela mundialmente dedicado, consubstanciada na leitura do Poema Mulher (duas Duodécimas-Rimas), pelo próprio Autor João Bosco de Castro.

Eis o Poema:

                                   MULHER.

                                    João Bosco de Castro.

I. Santuário da Candura,

Nas maravilhas do amor,

Mão avessa à sinecura

E afeita ao nobre labor

De erigir a compostura

Nos charcos do dissabor

E plantar a formosura

Nos versos do trovador,

Pra elevar a criatura

Às bênçãos do Criador,

Com sintonia de orquestra

E zelo de mãe e mestra!

II. Luz de amorável brandura

Num sorriso encantador,

Alma-gêmea da doçura

Num coração de esplendor,

Voz macia de ternura

Num mundo escravizador,

Eloquência da cordura

Apropriada ao louvor:

Tanto da crespa escultura

Como do fino lavor:

Desses dons de alto mister,

O Gênio fez a mulher!

Também se ofereceram exemplares de nossa Coletânea de Biografias e Panegíricos da MesaMariano (editada e distribuída em 2020, em pleno flagelo pandêmico da Covid 19) a quem ainda não conhecia tal Obra.

Anunciaram-se, ainda, ao Plenário Epistêmico as propostas de duas Reuniões Mesa-Marianianas Itinerantes: uma prevista para 19 de maio de 2023, às 9hs, na Academia de Polícia Militar do Prado Mineiro, com a posse de dois Candidatos ─  do Coronel Eugênio Pascoal da Cunha Valadares (Comandante da anfitriã, a Nobre Escola do Prado Mineiro), na Categoria de Acadêmico Epistêmico, e da Professora Eliana Cançado Ferreira, na Categoria de Acadêmica Honorária; a outra, prevista para a semana de julho de 2023, na qual esteja o dia 9 ─ aniversário do heroico Machado de Prata ─, no Quartel do Sétimo Batalhão de Polícia Militar, em Bom Despacho-MG, durante a qual o Acadêmico-Honorário Isaac de Oliveira e Sousa apresentará um Ensaio sobre a Integração Operacional dos órgãos da segurança pública, de acordo com entendimentos estabelecidos com o Comandante da citada Unidade Anfitriã, Tenente-Coronel Luciano Antônio dos Santos.

Referidas propostas mereceram aceitação e aplauso de Confrades e Confreiras, bem como apoio administrativo e logístico assegurado por nosso Confrade Coronel Pedro Seixas da Silva, Presidente do Conselho-Diretor da MesaMariano e Superintendente-Geral da Fundação Guimarães Rosa, mantenedora desta Casa de Saberes e Sabedoria.

Encerrado o Expediente, executaram-se os dois Atos Relevantes da Reunião.

1.Conferição do Prêmio MesaMariano ─ FGR Coronel Alvino Alvim de Menezes das Ciências Militares da Polícia Ostensiva (Prêmio Cel.Alvim), de 2020, 2021 e 2022 ─,  interrompida por imperativos sanitários ditados pela pandemia do Covid 19.

Três Policiólogos da Polícia Militar de Minas Gerais venceram este importante Certame Policiológico:

Versão 2020 ─ Tenente-Coronel Flávio Jáckson Ferreira Santiago, com seu Livro  A Sombra por Trás da Onda: alta participação da dependência química na criminalidade;

Versão 2021 ─ Tenente-Juiz Rodrigo Foureaux, com seu Livro Justiça Militar: aspectos gerais e controversos;

Versão 2022 ─ Major Veterano Carlos Alberto da Silva Santos Braga, com seu Livro História (in)Completa da Academia de Polícia Militar de Minas Gerais: Símbolos, Ideais e Conhecimento.

Por dificuldades de saúde, o Major Carlos Braga não compareceu à Premiação, e já reagendou, para recebê-la, sua vinda a Bom Despacho-MG, no Espaço Camões: Oficina de Saberes, Letras e Artes ─ ECOSLA, em 15 de abril de 2023, logo após a realização da Segunda Feira Literária da Cidade.

Cada Vencedor do Prêmio Cel. Alvim recebeu o Diploma de Prócere Magistral em Ciências Militares de Polícia Ostensiva, com Chancela Notório Saber, a Medalha Cel. Alvim e respectiva Réplica para Lapela.

2. Homenagem às Historiógrafas da PMMG Coronela Lívia Neide de Azevedo Alves e Capitã Veterana Denise dos Santos Gonçalves, pela excelência da totalidade (pesquisa, sitematização e redação) do Livro  40 Anos da Mulher na Polícia Militar de Minas Gerais, do qual são Coautoras.

Nenhuma delas compareceu à Homenagem: a Coronela Lívia, por motivos de viagem, justificou sua ausência; a Capitã Denise nada justificou à MesaMariano.

Por solicitação do Presidente João Bosco, o Confrade Mesa-Marianiano Coronel Eduardo César Reis  aceitou nobre tarefa e, mediante eloquência afetiva e apropriada, dispôs-se a entregar a elas a merecida Láurea: Diploma com a Medalha da MesaMariano, respectiva Réplica,e a Réplica do Prêmio Cel. Alvim.

A Celebração do Décimo Terceiro Aniversário de Instalação da MesaMariano, ponto alto desta Cerimônia Solene, foi feita pelo Acadêmico João Bosco de Castro, mediante prolação acerca dos registros históricos do Areópago Epistêmico, desde a respectiva Idealização, em 1º de julho de 2008, no Gabinete do Subcomandante da Academia de Polícia Militar do Prado Mineiro ─ pela inteligência proativa dos então Tenentes-Coronéis Márcio Antônio Macedo Assunção e Ricardo Santos Ribeiro, e Major-Capelão Samuel Sérgio Drummond ─, até sua Fundação, em 14 de dezembro de 2009, no Gabinete do então Presidente da Fundação Guimarães Rosa (FGR), Coronel Álvaro Antônio Nicolau, consubstanciada na Cerimônia de Instalação realizada, ritualística e festivamente, em 25 de fevereiro de 2010, no Auditório da dita FGR, já com a necessária Carta Constitutiva aprovada pelos respectivos Fundadores  e registrada em Cartório. A fala de João Bosco de Castro  sobre esse Ato Histórico e Epistêmico enfatizou os feitos memoráveis e o Vulto Respeitável do Professor João Batista Mariano, Patrono-Príncipe desta Casa de Saberes e Sabedoria devotada ao Homem e seus artefatos, sociofatos e mentefatos.

João Bosco de Castro abriu as Efemérides do Período Academial com a Ode à MesaMariano, de sua autoria, para louvar o Dia do Achamento do Brasil, 22 de abril de 1500, principalmente sobre a Carta de Pero Vaz de Caminha e as outras Sete Cartas acerca de tão relevante assunto, notadamente sobre a decisiva Carta do Piloto Anônimo, com base no Livro O Descobrimento do Brasil, de Oscar Marcondes.

Eis o laudatório Poema de João Bosco de Castro:

Ode à MesaMariano.

João Bosco de Castro.

I.João Batista Mariano,

   Por didática sumosa

   Do ensino cartesiano,

   Em sala de aula estuosa

   De alunado veterano

   ─ Disciplina rigorosa,

   Quartel olegariano

   De caserna decorosa,

   Ao nobre estilo espartano ─,

   Moldou em Tropa ardorosa

   O Batalhão-Joviano!…

   Da Força Pública airosa:

   Professor-Complementar

   E Capitão modelar!

II.Eis, ó MesaMariano,

   O esplendor de teu altar

   (Em padrão greco-romano,

   Qual mesa retangular,

   Ao modo pitagorano),

   Ao qual só pode aspirar

   João Batista Mariano

   ─ Patrono-Mestre-Avatar,

   Capitão-Euclidiano,

   Professor-Complementar ─…

   És a MesaMariano,

   Casa pra ler e pensar,

   Trazes a sorte sistêmica

   De Academia Epistêmica!…

III.És o Sol Meridiano

   Da Oficina Majestosa

   Do Saber Socratiano,

   Com a gema esplendorosa

   Do Lavor Bilaquiano!!!

   Academia lustrosa

   E aberta ao bom Ariano,

   Como a parreira viçosa

   No Pomar Camoniano!…

   Com tarefa luminosa,

   És a MesaMariano

   Do Dê-I e Mestre-Rosa…

   Do Pai do Prado maiêutico

   Herdaste o trom propedêutico!

Bom Despacho-MG, 26 de junho de 2020.

A Fala do Acadêmico foi exercitada, com propriedade e entusiasmo, sobre  esta Reunião Epistêmica do Décimo Terceiro Aniversário de Instalação da MesaMariano, pelos Confrades Antônio Carlos Cabral Aguiar e Ari de Abreu, e pela Confreira Gleisa Calixto Antunes.

Concluídos os trabalhos constantes de cada excerto desta Pauta, o Acadêmico  Epistêmico-Fundador João Bosco de Castro, Presidente da MesaMariano, encerrou a Cerimônia Solene de conteúdo festivo e humanizante, com palavras de agradecimento à viva coparticipação de Confrades, Confreiras, Convidados e à Fundação Guimarães Rosa.

            De Bom Despacho-MG para Belo Horizonte-MG, 24 de março de 2023.

_MG_5645
_MG_5646
_MG_5648
_MG_5643
_MG_5642
_MG_5650
_MG_5651
_MG_5654
_MG_5656
_MG_5658
_MG_5660
_MG_5662
_MG_5664
_MG_5666
_MG_5670
_MG_5674
_MG_5675
_MG_5677
_MG_5678
_MG_5679
_MG_5639
PlayPause
previous arrow
next arrow

Uma resposta

  1. Valho-me do espaço virtual PontoPM para agradecer ao Sodalício MesaMariano pela homenagem à minha pessoa e o reconhecimento ao meu estudo sobre a Academia de Polícia Militar de Minas Gerais. A gratidão é a única manifestação possível neste momento. Muito obrigado ao Senhor Coronel João Bosco de Castro e a todos os demais Confrades e Confreiras MesaMariano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o(a) Autor(a)

João Bosco de Castro, Jornalista e Professor

João Bosco de Castro, Jornalista e Professor

(1947 ____) é Oficial Superior Veterano da PMMG. Poeta, contista e ensaísta, romancista, cronista e heraldista, jornalista profissional, tupinólogo e filólogo honóris-causa, palestrante, comunicólogo e inscultor-escultor, crítico literário, redator-revisor, camonólogo e carpinteiro. Professor de Línguas e Literaturas Românicas. Professor Titular e Emérito da Academia de Polícia Militar do Prado Mineiro. Pesquisador Benemérito Notável da PMMG. Especialista em Polícia Militar, em Gestão Estratégica da Segurança Pública, em Linguística Geral e em Comunicação Social (CEPEB). Policiólogo: Mestre, Doutor e Livre-docente, por Notório Saber, em Ciências Militares da Polícia Ostensiva e em Historiografia de Polícia Militar (História da Polícia Militar de Minas Gerais), de acordo com as páginas 49-65 do BGPM/PMMG nº 70, de 13 de setembro de 2012. Publicou doze Livros (escreveu outros vinte e sete) e mais de duzentos Ensaios (dentre filológicos, policiológicos e críticos). Tem quinhentos e vinte quatro prêmios obtidos em concursos literários e epistêmicos. Integra trinta e oito Academias (ou Institutos) de Letras, História e Cultura. Presidente Ad-Vitam da Academia de Letras Capitão-Médico João Guimarães Rosa da PMMG, Presidente da Alliance Française de Belo Horizonte (2010-2011) e Presidente da Academia Epistêmica de Mesa Capitão-Professor João Batista Mariano ─ MesaMariano.