pontopm
Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors

22 vidas foram salvas em Samambaia, no Distrito Federal, devido ao ato heroico do Cabo Theodoro.

São muitos os desafios vivenciados diariamente pelos profissionais brasileiros de #políciaostensivaepreservaçãodaordempública. E cada um deles, zelosos e comprometidos, gostaria, certamente, de estar no local de ocorrência policial militar, a fim de evitar qualquer tipo de ação indesejável às pessoas e seus respectivos patrimônios. Em lá estando, com certeza, tura fará, inclusive “com o sacrifício da própria vida!”

Assim tem sido no cotidiano dos profissionais da Polícia Militar do Distrito Federal. Cada um deles foi preparado superar desafios próprios e consequentes de uma criminalidade cada vez mais cruenta e perversa. Nenhum deles titubeia. Ao contrário, são muitos os fatos de superação, em várias localidades, onde policiais militares sagraram-se vencedores, devido ao zelo, dedicação e comprometimento.

Nesse sentido, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) divulga, mais uma vez, a notável ação do Cabo Heitor Theodoro, conforme o destaque, no portal, daquela Instituição Militar Estadual, e que é transcrito a seguir:

Heitor Theodoro é mais um exemplo de policial militar cheio de coragem, eficiência, humanidade e amor ao próximo que integra o quadro da Polícia Militar do Distrito Federal. Dentre tantos casos sobre-humanos vivenciados na rotina dos policiais inseridos na corporação, o policial é exemplo do slogan Polícia Militar Muito Mais que Segurança. Superando sua função de coibir a criminalidade e violência, o policial militar correu risco de morrer em favor da vida de mais de 20 pessoas que se encontravam em extremo perigo. O caso ocorreu na quadra 316 em Samambaia, onde um prédio foi tomado por chamas.
O cabo Heitor Theodoro da Silva, 34, é casado, formado em direito e gestão pública, pós-graduado em direito do trabalho e previdenciário. Passou no concurso da Polícia Militar de São Paulo em 2002/2003 e serviu no batalhão ambiental. Posteriormente, decidiu morar em Brasília e passou no concurso em 2010, desde então acumula mais de 30 elogios em sua ficha, demonstrando alto nível profissional e pessoal. Atualmente, o cabo Heitor é lotado no 11° Batalhão, localizado em Samambaia.
Ele conta que estava em patrulhamento na região e avistou o incêndio num prédio que rapidamente tomava grandes proporções. Após isolamento do local, ele arrombou a porta e conduziu as pessoas, que no momento estavam dormindo, para a saída. “Mantive a calma, fui realizando uma varredura, tirando as pessoas e no último andar eu vi uma mãe com uma criança de três anos que não conseguia abrir a porta dela, eu peguei a chave, abri a porta, e a conduzi para fora levando a criança no meu colo”, contou emocionado o policial.
De acordo com o cabo Theodoro foi imprescindível manter a calma e lembrar-se de todos os métodos aprendidos no curso de formação e aperfeiçoamento lecionado na corporação, além dos treinamentos realizados constantemente. “Os módulos para habilitação de um policial são multifatoriais e multidisciplinares”, afirma. “Nós tivemos um módulo de gerenciamento de crise, diante daquela situação, eu tive que analisar toda a conjuntura rapidamente e decidir quais medidas tomar”. Ele afirma que para não inalar a fumaça ele utilizou a técnica treinada em distúrbios civis com gás.
“Meu sentimento é de missão cumprida, porque antes de tudo eu sou temente a Deus” e em lágrimas completa “eu fui abençoado de estar no lugar certo e na hora certa, eu não sou herói, herói usa capa, eu uso farda. Eu sou um ser humano, um pai de família como outro qualquer, simplesmente eu tive uma atitude para ajudar o próximo”.
A comunicação do Corpo de Bombeiros se pronunciou por meio do capitão Ronaldo Reis e elogiou veemente a atitude do policial. “Nós o vemos como um herói, os riscos que ele se colocou foram imensos, foi uma atitude de coragem, desprendimento, vontade de servir, muito amor ao próximo” e completa “mesmo sem equipamento de proteção individual a ação dele é louvável e merece todo reconhecimento.”
O comandante-geral da Polícia Militar do DF, coronel Nunes, também externou gratidão e orgulho: “o cabo Theodoro demonstrou a garra de um verdadeiro policial. Em nome de toda a polícia e daquelas pessoas salvas eu quero agradecer e parabenizá-lo. Ele nos representa muito bem”.

Fonte: PMDF.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o(a) Autor(a):

Picture of Equipe PontoPM

Equipe PontoPM