pontopm
Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors

Policial militar sul-rio-grandense foi reconhecido por Ato de Bravura

A Brigada Militar do Rio Grande do Sul (BMRS) registrou, mais uma vez, em sua vitoriosa história, que um policial militar sul-rio-grandense foi reconhecido por Ato de Bravura. Além do reconhecimento de um serviço prestado de forma exemplar, o servidor militar foi, igualmente, agraciado com a medalha Estrela de Reconhecimento, segundo divulgado numa postagem daquela Instituição Militar Estadual.

Por que um policial militar sul-rio-grandense foi reconhecido por Ato de Bravura?

No post publicado pela BMRS, há informação de que “soldado Emmanoel Macedo Mareco, do 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM)” obteve o reconhecimento por Ato de Bravura, pois, “no exercício da atividade de policiamento quando interveio em uma ocorrência de roubo a transporte coletivo da empresa Turil, que se deslocava da cidade de Rivera – Uruguai à cidade de Porto Alegre, no dia 09 de março de 2018.”

Naquela publicação, destacou-se, também, que:

Na ocasião, o soldado Emmanoel agiu de forma técnica, com coragem, destemor, valentia, superando as dificuldades e restabelecendo a ordem pública aos atingidos pelo ato criminoso. Os relatos das testemunhas reforçaram que o soldado Emmanoel demonstrou serenidade, coragem e equilíbrio, agindo de forma impecável e heróica em defesa de todas as pessoas que estavam no ônibus.

policial-militar-sul-rio-grandense-foi-reconhecido-por-ato-de-bravura

Qual é o significado do agraciamento com a Medalha para um policial militar sul-rio-grandense reconhecido por Ato de Bravura?

Significado da Medalha Estrela de Reconhecimento

No post publicado no portal da BMRS, encontrou-se o seguinte significado:

A medalha Estrela de Reconhecimento foi instituída pelo Decreto n. 32.679, no ano de 1987, com a finalidade de distinguir Policiais Militares que, no exercício da atividade de policiamento, hajam sofrido ferimentos ou perdido a vida; demonstrado bravura em ação policial; também os que, por suas atitudes, dedicação e capacidade profissional, hajam contribuído eficazmente para elevar o prestigio da corporação junto a outras organizações em geral, desenvolvendo as relações de amizade e compreensão entre as mesmas, e os que tenham se destacado por atuação relevante no serviço, no sentido de engrandecer cada vez mais a corporação em que servem. Tal condecoração é concedida em três Graus, Estrela de Ouro, Estrela de Prata e Estrela de Bronze.

Evento solene do agraciamento da Medalha Estrela de Reconhecimento

Ao evento solene do agraciamento do “soldado Emmanoel Macedo Mareco”, compareceram, além do governador José Ivo Sartori, o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Mario Yukio Ikeda e “o chefe da Casa Militar, coronel Alexandre Martins, o secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, o secretário adjunto da SSP, coronel Everton Oltramari, o subcomandante da Brigada Militar, coronel Eduardo Biacchi Rodrigues e o chefe do Estado-Maior da BM, coronel Júlio César Rocha Lopes.”

Na presença das autoridades citadas e demais convidados, no gabinete do governador Sartori, no Palácio Piratini, foi concedida a Medalha Estrela de Reconhecimento, no Grau Prata, ao soldado Emmanoel Macedo Mareco, do 11º BPM, da BMRS.

Naquela oportunidade, destacando “a grandeza da atitude do agraciado”, o governador Sartori afirmou:

O gesto do soldado Emmanoel é repetido em várias ocasiões por muitos soldados da Brigada Militar,por muitos oficiais e por muitas pessoas. Mas quando se tem um exemplo positivo como este, ele precisa ser salientado para o reconhecimento da própria sociedade. Acima de tudo, é a distinção que lhe dá a possibilidade de ser um exemplo para todos. Portanto, esse reconhecimento é de toda a sociedade. E a sua presença aqui hoje tem esse simbolismo para aqueles homens e mulheres que, independente da sua condição, possam viver melhor.

Com as informações da BMRS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o(a) Autor(a)

Isaac de Souza

Isaac de Souza

(1949 _ _ _ _) É Mineiro de Bom Despacho. Iniciou a carreira na PMMG, em 1968, após matricular-se, como recruta, no Curso de Formação de Policial, no Batalhão Escola. Serviu no Contingente do Quartel-General – CQG, antes de matricular-se, em 1970, e concluir o Curso de Formação de Oficiais – CFO, em 1973. Concluiu, também, na Academia Militar do Prado Mineiro – AMPM, os Cursos de Instrutor de Educação Física – CIEF, em 1975; Informática para Oficiais – CIO, em 1988; Aperfeiçoamento de Oficiais – CAO, em 1989, e Superior de Polícia – CSP, em 1992. Serviu no Batalhão de RadioPatrulha (atual 16º BPM), 1º Batalhão de Polícia Militar, Colégio Tiradentes, 14º Batalhão de Polícia Militar, Diretoria de Finanças e na Seção Estratégica de Planejamento do Ensino e Operações Policial-Militares – PM3. Como oficial superior da PMMG, integrou o Comando que reinstalou o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, onde foi o Chefe da Divisão de Ensino de 92 a 93. Posteriormente secretariou e chefiou o Gabinete do Comandante-Geral - GCG, de 1993 a 1995, e a PM3, até 1996. No posto de Coronel, foi Subchefe do Estado-Maior da PMMG e dirigiu, cumulativamente, a Diretoria de Meio Ambiente – DMA. No ano de 1998, após completar 30 anos de serviços na carreira policial-militar, tornou-se um Coronel Veterano. Realizou, em 2003-2004, o MBA de Gestão Estratégica e Marketing, e de 2009-2011, cursou o Mestrado em Administração, na Faculdade de Ciências Empresariais da Universidade FUMEC.