pontopm
Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors

“Cachaça não é água não! Partilhem este alerta e bom Carnaval, em segurança.”

Uma postagem do FaceBook da Polícia de Segurança Pública (PSP) publicou, com o título de “Cachaça não é água não! Partilhem este alerta e bom Carnaval, em segurança”, o seguinte folder orientativo aos condutores de veículos, durante o período momesco:

No folder, destacou-se a pergunta: Pensa Que Cachaça é Água? E a resposta está destacada na primeira parte da frase utilizada no título.

A orientação é utilizada lá — em Portugal — e aqui, no Brasil, pelas forças de segurança pública, visando à prevenção da vida! Minimizar as causas de óbitos nas vias urbanas e rodovias.

No Brasil, há uma marchinha carnavalesca, de autoria questionável, que contém, nos primeiro e segundo versos da primeira estrofe, a pergunta: Você pensa que cachaça é água?; e a resposta: Cachaça não é água não!

1 – Letra da Marchinha — Cachaça Não É Água

Você pensa que cachaça é água?
Cachaça não é água não
Cachaça vem do alambique
E água vem do ribeirão

Repete a primeira estrofe

Pode me faltar tudo na vida
Arroz, feijão e pão
Pode me faltar manteiga
E tudo mais não faz falta não

Pode me faltar o amor
(Disto eu até acho graça)
Só não quero que me falte
A danada da cachaça

Repete a primeira estrofe

2 – Autoria da Marchinha

Num post — A Polêmica da Marchinha da Cachaça —, discute-se a autoria da marchinha, segundo o GAZETA DO POVO, onde se vê o seguinte destaque:

Pouca gente sabe, mas o autor da marchinha “Cachaça” (“Você Pensa que Cachaça é Água”), viveu boa parte de sua vida em Londrina. A música, tocada há décadas em diversos bailes e desfiles de Carnaval, foi composta por Marinósio Trigueiros Filho. Baiano, natural de Salvador, Marinósio aportou em Londrina no início da década de 1940. Os herdeiros do compositor, que moram na cidade, acabam de ganhar, em segunda instância, uma ação por danos morais contra o Sistema Globo de Gravações Audiovisuais Ltda (Sigla), do qual a gravadora Som Livre é a mais conhecida.

Com as informações da PSP e GAZETA DO POVO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o(a) Autor(a)

Isaac de Souza

Isaac de Souza

(1949 _ _ _ _) É Mineiro de Bom Despacho. Iniciou a carreira na PMMG, em 1968, após matricular-se, como recruta, no Curso de Formação de Policial, no Batalhão Escola. Serviu no Contingente do Quartel-General – CQG, antes de matricular-se, em 1970, e concluir o Curso de Formação de Oficiais – CFO, em 1973. Concluiu, também, na Academia Militar do Prado Mineiro – AMPM, os Cursos de Instrutor de Educação Física – CIEF, em 1975; Informática para Oficiais – CIO, em 1988; Aperfeiçoamento de Oficiais – CAO, em 1989, e Superior de Polícia – CSP, em 1992. Serviu no Batalhão de RadioPatrulha (atual 16º BPM), 1º Batalhão de Polícia Militar, Colégio Tiradentes, 14º Batalhão de Polícia Militar, Diretoria de Finanças e na Seção Estratégica de Planejamento do Ensino e Operações Policial-Militares – PM3. Como oficial superior da PMMG, integrou o Comando que reinstalou o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, onde foi o Chefe da Divisão de Ensino de 92 a 93. Posteriormente secretariou e chefiou o Gabinete do Comandante-Geral - GCG, de 1993 a 1995, e a PM3, até 1996. No posto de Coronel, foi Subchefe do Estado-Maior da PMMG e dirigiu, cumulativamente, a Diretoria de Meio Ambiente – DMA. No ano de 1998, após completar 30 anos de serviços na carreira policial-militar, tornou-se um Coronel Veterano. Realizou, em 2003-2004, o MBA de Gestão Estratégica e Marketing, e de 2009-2011, cursou o Mestrado em Administração, na Faculdade de Ciências Empresariais da Universidade FUMEC.