pontopm
Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors

Abandonado num banheiro público, recém-nascido foi salvo em consequência da pronta ação dos policiais militares paulistas

Comprometidos com a proteção da vida, os profissionais de polícia ostensiva e preservação da ordem pública da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), tão logo foram empenhados, demonstraram muito zelo e dedicação.

Na notícia publicada no portal da PMESP, há mais informações sobre a ocorrência policial militar, quando um recém-nascido foi localizado no banheiro, “no terminal de ônibus”, ainda com vida, mas prestes a falecer se não tivesse sido “reanimado e encaminhado às pressas ao Pronto Socorro do Tatuapé, onde permaneceu internado na incubadora, porém sem risco de morte.”

Leia mais informações, na notícia transcrita em seguida:

DIREITO À VIDA: RECÉM-NASCIDO É SALVO APÓS SER ABANDONADO EM VASO SANITÁRIO

Um recém-nascido foi salvo pelos Policiais Militares do 8º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano no Bairro do Carrão, na Zona Leste da Capital.
Testemunhas ligaram para o COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) informando de que no interior de um banheiro, no terminal de ônibus, havia um recém-nascido de ponta cabeça, no interior de uma privada.
Os policiais rapidamente se deslocaram ao local, na Avenida Dezenove de Janeiro, na Vila Carrão, onde localizaram o bebê, do sexo masculino, de cor parda, com 49 cm e 2,980 quilos, sem roupas, com a cor já arroxeada, sendo reanimado e encaminhado às pressas ao Pronto Socorro do Tatuapé, onde permaneceu internado na incubadora, porém sem risco de morte.
Com base nos relatos coletados, os policiais souberam que uma mulher, suja de sangue, havia embarcado em um ônibus, com destino ao bairro de São Matheus. Eles então acompanharam o itinerário, e pela Avenida Mateo Bei localizaram um ônibus parado na via, onde o motorista e o cobrador informaram que havia uma mulher no interior do veículo sangrando. Os policiais entraram no veículo, onde abordaram a mulher, que ainda tinha a placenta próxima aos seus pés. Indagada sobre os fatos ocorridos, ela disse “que apenas queria ir para casa”, e que “não imaginava que aquelas coisas iriam sair de dentro dela”.
Ela foi socorrida pelo Resgate do Corpo de Bombeiros à mesma unidade hospitalar que o bebê, onde permaneceu com escolta policial.
A ocorrência foi encaminhada ao 49º Distrito Policial, onde foi elaborado o boletim de ocorrência em desfavor da parturiente, que foi indiciada pelo crime de Infanticídio Tentado.

Fonte: PMESP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o(a) Autor(a):

Picture of Equipe PontoPM

Equipe PontoPM